null
EXPRESSÕES BRASILEIRAS: SERÁ QUE SÓ NÓS ENTENDEMOS?

EXPRESSÕES BRASILEIRAS: SERÁ QUE SÓ NÓS ENTENDEMOS?

Brasil, meu Brasil brasileirooooo ♪

Só quem vive ou já viveu nesse País tão incrível e rico em cultura sabe como nosso vocabulário é meio peculiar, digamos. Expressões como “eita”, “oxente” e “hein” já são quase um patrimônio cultural, conhecidas de norte a sul do País.

Pensando nisso e com intenção de levar um pouquinho do nosso amado português para os States, separamos algumas expressões incríveis e engraçadas que, realmente, só quem é brasileiro entende. Então, continue a leitura e venha se divertir um pouco com nossa língua.

Mano do céu

In Brazilian portuguese we don’t say oh my God, we say mano do céu, and I think that’s beautiful!

Esta expressão é para os paulistas/paulistanos de plantão. Quem nunca passou por uma situação tão inusitada que a única reação possível era um “mano do céu” em alto e bom som?

Essa expressão quer dizer algo tipo “meu Deus do céu”, e deve ser utilizada quando algo ou alguém te deixa sem palavras, podendo ser usado também quando você leva um susto, fica muito feliz ou muito surpreso com alguma coisa. É um conjunto de palavras bem versátil, digamos.

Puxa saco

In Brazilian portuguese we don’t say toady, we say puxa saco, and I think that’s beautiful!

Quem nunca lidou com uma pessoa puxa saco que atire a primeira pedra, não é mesmo? Para quem não sabe, ‘puxa saco’ é o equivalente a bajulador, ou uma pessoa que elogia todo mundo apenas por conveniência ou para conseguir o que quer.

Por exemplo: aquele colega de trabalho que sempre elogia o chefe com intenção de ganhar alguma promoção, ou quando o filho elogia demais a mãe para ganhar algum presente, sabe? Eles estão sendo verdadeiros puxas saco.

Lelé da cuca

In Brazilian portuguese we don’t say you’re crazy, we say you are lelé da cuca and I think that’s beautiful!

Sabe aquela pessoa completamente maluquinha do seu convívio social? Que faz umas piadas sem graça e sempre é o primeiro a ter uma ideia completamente equivocada que você nem sabe de onde surge? Essa pessoa é lelé da cuca.

Essa expressão se adequa não só para pessoas, mas também para pets ou situações que nos deixam completamente “lelés da cuca”.

Chato de galocha

In Brazilian portuguese we don’t say you’re boring, we say você é chato de galocha, and I think that’s beautiful!

Sabe aquela pessoa chata e inconveniente? Por exemplo: você fala que já quebrou um braço e ela responde dizendo que quebrou um braço, uma perna e o joelho? Então, esse indivíduo é o chato de galocha.

Acabar em pizza

In Brazilian portuguese we don’t say we will solve this, we say vai acabar em pizza, and I think that’s beautiful!

A expressão acabar em pizza surgiu no futebol, na década de 1960. Um dos dirigentes do Palmeiras estava há 14 horas em uma reunião sobre assuntos do time quando a fome falou mais alto e o assunto sério terminou em uma pizzaria.

Assim, tudo que é uma reunião séria ou apenas de amigos deve ‘terminar em pizza’, como uma forma de acordo mútuo entre as duas partes.

Amigo da onça

In Brazilian portuguese we don’t say fake friend, we say amigo da onça, and I think that’s beautiful!

Quem já teve um amigo falso levanta a mão!

Provavelmente, a grande maioria de vocês. Porém, o termo “amigo falso” não era tão legal e, para abrasileirar um pouco, a expressão ‘amigo da onça’ se tornou popular.

O que poucas pessoas sabem é que esse termo surgiu em 1943, em uma charge criada pelo Andrade Maranhão para a revista O Cruzeiro. A tirinha contava a história de uma pessoa que sempre tentava levar vantagem das situações, colocando seus amigos em situações inimagináveis.

Assim, a expressão ‘amigo da onça’ ganhou diversos adeptos com o passar dos anos, se tornando regular para a maior parte das pessoas.

Hoje em dia, existe até uma brincadeira de fim de ano chamada ‘amigo da onça’. Ao invés de trocar presentes legais, como no amigo secreto, nessa modalidade, você presenteia seus amigos com objetos embaraçosos ou que eles não gostam, propositalmente.

Só o pó da rabiola

In Brazilian portuguese we don’t say I’m tired, we say estou só o pó da rabiola, and I think that’s beautiful!

Sabe aqueles dias que você está muito cansado, sem forças para nada? Então, nessas horas você está ‘só o pó da rabiola’. Ninguém sabe ao certo a história dessa expressão, mas ela surgiu na década de 1980 na cidade de Jundiaí, em São Paulo.

Com o passar do tempo, ela foi se tornando cada vez mais popular, e já chegou até a aparecer em novelas nacionais.

Eita!

In Brazilian portuguese we don’t say Jeez, we say eita!, and I think that’s beautiful!

Poucas palavras brasileiras são tão gostosas de dizer quanto um bom e velho eita, assim como todas suas variações como “vish”, “oloco”, entre outras.

O mais perto do eita no inglês é a gíria ‘Jeez’, porém não tem uma expressão correta. Só quem é brasileiro sabe o quanto o termo ‘eita’ se encaixa em todas as situações possíveis.

O que você achou desse post? Quantas dessas expressões você conhecia? Conta pra gente nos comentários!

Ficou com saudade da terrinha? Não se preocupe, você pode ‘matar quem está te matando’ com as comidas deliciosas da Bayd.

Clique aqui e conheça nossos produtos

Quer saber mais sobre nós? Conheça nosso Instagram

Sep 2nd 2020

Recent Posts